Busca Artigos:

Leitura Recomendada

Menu

Integralismo Linear Academia Integralista Flor de Liz Linear Flor de Liz Integral

« Voltar

OS “ARTISTAS “ IDEOLÓGICOS, A CULTURA MARXISTA E A MÍDIA MENTIROSA

20/09/2017

 OS “ARTISTAS “ IDEOLÓGICOS,  A CULTURA MARXISTA E A MÍDIA MENTIROSA 


 


 


CÁSSIO GUILHERME, PRESIDENTE DO MOVIMENTO INTEGRALISTA E LINEARISTA BRASILEIRO MIL-B, FUNDADOR DO LINEARISMO  

 


                   Neste fim de inverno quente do ano de 2017 o já tão combalido país brasileiro por causa de denúncias atrozes e intermináveis de corrupção e malversação do dinheiro público, foi abalado por outra bizarrice ainda mais impertinente e excrescente: a mostra de “ arte” degenerada e deturpada noveu-esquerdista, onde quadros de imagens contendo pedofilia, zoofilia, necrofilia e outras imundícies da mente patológica esquerdista foram alçadas a categoria de padronização cultural. A população prontamente se manifestou usando as redes sociais, armas aniquiladoras do mundo moderno, contra esse espetáculo nojento, enquanto grupos de esquizofrênicos comunistas defendiam o Banco Santander, patrocinador da mostra com dinheiro público. E  junto com a Mídia de Massa bandida, unidos, banksters e esquerdistas,  fizeram inclusive protestos quando a tal mostra foi fechada, ou melhor boicotada. O banco perdeu 10000 clientes em 3 dias de protestos. Isso sim pesou na decisão.  

 


                   Nós Integralistas e Linearistas já sabemos há muito tempo que o exercício de manifestações ditas “ culturais”, com o beneplácito da Mídia de Massa e dos órgãos de fomento governamentais, como Leis de isenção fiscais e Lei Rouanet, são armadilhas para se pregar a revolução comunista-marxista-anarquista-lixaiadaista da esquerdalha. Os tais “ artistas” não são apenas funcionários do entretenimento e da informação; quase todos são agentes da Revolução Social que prega e convalida tudo que possa agredir os valores cristãos, éticos, nacionalistas e espiritualistas da sociedade. Essa receita de engenharia estrutural da Nova Ordem Mundial já havia sido forjada na Escola de Frankfurt, patrocinada pelo multimilionário banqueiro judeu Felix Weil e pelos Institutos de Estudos Políticos e Sociológicos, como o Instituto Tavistock, tudo na década de 20. Também existiu o Plano Kalergi, estratégia dos Imperadores Internacionalistas para criarem uma nova civilização multicultural e anestesiada pelo politicamente correto. A medida de todas as coisas é o dinheiro, o bezerro de ouro. O resto é relativo ao momento.  

 


 


 



 


 


 


                   O mais surreal do evento da sujeira intelectual do Banco Santander, feita com dinheiro público, frisamos mais uma vez,  denominada de bienal artística, foi ver os esquerdistas defendendo o Banco, contra a opinião da maior parte da população brasileira na internet e nas ruas. Não que essa atitude fosse original, visto que nós sabemos que o dinheiro capitalista é que financia as revoluções marxistas nos países, mas as hordas de bandoleiros sociopatas gritando e vociferando pela volta das pinturas e esculturas de  chiqueiro para as galerias do banco foi realmente um gesto mais cômico do que os comediantes engajados poderiam supor. Nenhum dos “ artistas” protestou contra a corrupção desenfreada no país; nenhum dos “ artistas” apareceu para fazer marchinhas e canções de protesto; o Ivan Lins e suas músicas de indignação contra os militares, sumiu junto ao Djavan e Wagner Tiso; os comediantes da Rede Globo se calaram escandalosamente; o Caetano Veloso e o Gilberto Gil, junto a Bethania, e outros engessados mentais,  não ficaram do lado do povo sofrido. É uma quadrilha de bandidos esquerdistas e esquerdizantes e que estão sendo desmascarados pelo advento da Mídia alternativa como a internet. A mesma classe de “ intelectuais” e “ artistas” de esquerda, que na verdade não passam de idiotas travestidos de senhores fidalgos e distintos, exalta Che Guevara e Fidel Castro, enquanto criticam as ditaduras militares e governos nacionalistas. Bando de hipócritas profissionais que vivem do dinheiro público e da Mídia de Massa amestrada. Sempre engajados nas lutas sociais que vão melhor encher seus bolsos de dinheiro.  Como já haviam avisado muitos outros antes, incluindo o livro de Raymond Aron O ÓPIO DOS INTELECTUAIS, a esquerdalha em todos os países, dentre eles o Brasil, não passa de uma classe de lunáticos parasitas do dinheiro dos incautos, vendendo corda para os imbecis que serão enforcados em breve.

 


                   A pergunta que fica é: Onde está o Ministério Público diante de imagens de crianças e mulheres sodomizadas em espaço aberto?? Onde estão as autoridades policiais que prezam pela moral e bons costumes?? E a sociedade organizada, tão polidos e conservadores?? E as Igrejas Cristãs diante de imagens do Cristo vilipendiado?? Com certeza, essas instituições devem estar mais preocupadas com seus bens materiais do que a dilapidação do patrimônio espiritual da Nação. O rabo de foguete e o bêbado equilibrista da hoje féretro Elis Regina parece que  já não empolga mais ninguém para se rebelar contra o sistema.  Pois o sistema de destruição da sociedade foi descoberto ser arquitetado pela Mídia de Massa e seus funcionários “artistas” e “ intelectuais”. Defecação em praça pública, beijos nus de homossexuais, berros com fezes no corpo, todo tipo de bestialidade passou a ser expressão artística e cultural. Isso é visto como diversidade, deve ser exercício da idiotice. No Museu de Nova York recentemente, onde estava sendo apresentada uma exposição de porcarias, digo obras de arte modernas, alguém esqueceu um óculos no chão e os espectadores da mostra começaram a fotografar, inferindo ser uma obra de arte da referida pocilga. Cômico, se não fosse trágico. A escumalha esquerdista atual consegue sempre se superar. E sempre com dinheiro do contribuinte. 

A Palavra do Chefe
A Palavra de Gustavo Barroso
A Palavra de Miguel Reale
A Palavra do Integralismo
A Palavra do Integralismo Linear
Anil Loja Virtual TV Editora Linear

MIL-B (2008) - Desenvolvimento: MILB - Todos os direitos reservados | Versão 1.0
xhtml1.1css